Alunos do SESI Itapetininga são campeões de dança

Estudantes conquistaram o primeiro lugar com performance inspirada em obra de Ziraldo.

 Por: SESI Itapetininga
26/10/201919:43- atualizado às 11:03 em 28/10/2019

Com performance inspirada no livro infantil “A História do I Que Engoliu o Pinguinho”, de Ziraldo, os alunos do 5º ano B do Centro Educacional do SESI Itapetininga foram os campeões na modalidade Expressões Artísticas – Dança durante o II Congresso de Educação, Tecnologia e Conhecimento (Cetec) promovido pelo SESI-SP, nos dias 25 e 26 de outubro, no SESI Campinas.

O trabalho foi desenvolvido a partir da oficina de Iniciação Teatral, uma parceria da escola de Itapetininga com o Núcleo de Artes Cênicas (NAC). “Montamos a coreografia com o orientador Milton Cardoso e a professora Ticiane e aperfeiçoamos e ensaiamos com muita dedicação. Não imaginávamos que seríamos os vencedores. Foi uma experiência única para todos nós”, afirma um dos animados alunos.

A professora Ticiane Félix também ficou muito entusiasmada com o processo. “A expressão corporal contribui muito na prática pedagógica, favorece a criatividade, auxilia no processo de construção do conhecimento e também proporciona experiências novas no grupo. Esse trabalho foi muito importante nesse sentido e atingiu todas as expectativas.”

Ticiane também destacou a dedicação dos alunos pelo resultado obtido. “Também agradeço o apoio da equipe escolar e, especialmente, a parceria do Orientador de Artes Cênicas, Milton, e todos os envolvidos na oficina que oportunizou e orientou-nos para que esse trabalho acontecesse brilhantemente”, afirmou.

“A História do I Que Engoliu o Pinguinho” é uma história divertida, que começa quando o falante I, Fifi, engole seu próprio pingo. Com o pingo na barriga, as coisas ficam mais complicadas quando as letras, reunidas em assembleia, decidem expulsar Fifi do alfabeto.

O livro foi escrito pelo mineiro Ziraldo, autor homenageado pela Semana do Livro e da Biblioteca (Selibi). Essa iniciativa anual do SESI-SP permite revisitar obras e escritores importantes, além de motivar os alunos para a produção literária e artística. 

Para a bibliotecária Kelly Cristina Souza de Araujo Andrade, no período de realização do projeto há “um crescimento de 80% na frequência da Biblioteca Escolar e também nos empréstimos de livros. Esse ano recebemos 263 inscrições para o Festival Literário e Cultural, a maioria nas categorias Ilustração e Histórias em Quadrinhos, comprovando a admiração dos nossos estudantes com o Ziraldo, homenageado do ano". Para a coordenadora Patricia Borba Aguiar Pavão, a Selibi vem a cada ano mobilizando e incentivando mais alunos a desenvolverem o prazer pela leitura", afirma.

Leia também