Por

Entre os dias 29 e 31 de agosto, o SESI Itapetininga recebe a segunda temporada da Mostra SESI-SP de Música Erudita na unidade. Uma oportunidade de os espectadores apreciarem grupos difusores do gênero, desde sua forma mais pura e tradicional até as fases mais difundidas entre o grande público, com misturas harmoniosas de ritmos populares brasileiros, e até revolucionários. Serão 3 apresentações, com ingressos gratuitos, que devem ser reservados pelo sistema Meu SESI.

Cada uma das atrações faz parte de uma série: “Villa-Lobos e a Música Brasileira” tem o intuito de mostrar, panoramicamente, a interferência do popular no “intocável” erudito; O concerto parte da série “Viagem Através da Música“ leva os espectadores a um passeio sonoro e visual. Os musicistas passam, por exemplo, pelo som alemão esmiuçado e detalhista, da era artística Rococó; e, por fim, “Música Antiga: o início de tudo” transporta o ouvinte aos séculos passados. A série é carregada com sonoridades trazidas de outros tempos, como cantos gregorianos e música sacra dos séculos III e IV.

Durante os shows, acontece uma ação integrada de formação de público para música erudita: os grupos conversam com os espectadores sobre processo de composição, repertório, estilo, período histórico e instrumentação.

Com o intuito de valorizar e prestigiar a educação musical do SESI-SP, no dia 31, sábado, a abertura do concerto fica por conta do Núcleo de Música do SESI de Jundiaí, formado por alunos de nossos cursos de iniciação musical e camerata de cordas, que visam promover a excelência, o acesso à música e sensibilidade estética e artística.

A mostra acontece, simultaneamente, em 15 unidades do SESI pelo Estado de São Paulo: A. E. Carvalho, Araraquara, Birigui, Campinas Amoreiras, Franca, Itapetininga, Marília, Mauá, Mogi das Cruzes, Piracicaba, Rio Claro, Santos, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto, São José dos Campos. Para mais detalhes da programação, clique aqui.

 

Confira as atrações da unidade e reserve seu ingresso!

Atrações

29 de agosto | sexta, 20h

Juliana Starling, Soledad Yaya e Sandro Bodilon

Recordas

Lembranças do passado vem à tona em Recordas: sejam elas de amores, tempos, lugares e sentimentos, de acordo com a proposta do concerto da soprano Juliana Starling, da harpista Soledad Yaya e do declamador Sandro Bodilon.

Interessados em difundir a arte brasileira e a feita na Argentina, o trio se une para apresentar um repertório de canções e poesias de compositores nativos de ambos países. Obras de poetisas como Cecília Meireles e Hilda Hilst, além de peças do compositor Heitor Villa-Lobos são destacadas nessa apresentação.

Série: Villa-Lobos e a Música Brasileira

30 de agosto | quinta, 20h

TriOupe

Ars de Pulsatione

TriOupe traz para o público uma viagem musical diversificada e dinâmica, inspirada nas caravanas que reuniam atores, músicos e poetas, mostrando os diversos históricos pertencentes à família do violão. O grupo, formado por Dagma Eid, Ananda Roda e Ivan Oliveira, explora autores renascentistas e barrocos de músicas de câmara dos séculos XV e XVll.

Explorando as formações em solo, duo e trio, os artistas trazem ao palco um toque pessoal e sua concepção musical concebida nos estilos musicais vigentes na época.

Série: Música Antiga: O Início de Tudo

31 de agosto | sábado, 19h30

Karin Fernandes

Do Acorde ao Cluster

Abertura com a Camerata do Núcleo de Música do SESI de Jundiaí

Karin Fernandes utiliza-se do piano para cruzar fronteiras de tempo e nação, explora a sonoridade maleável da música nos séculos XX e XXI. Uma viagem entre o pioneirismo do brasileiro Heitor Villa-Lobos, dando ênfase também à pluralidade da finlandesa Kaija Saariaho.

A premiada pianista inicia o concerto com obras de Villa-Lobos, que contam histórias regionais do País, como a Lenda do Caboclo. Karin passa pela influência de Marisa Rezende, também explora a leveza e sublimidade musical de Kaija Saariaho em contraste com o folclore irlandês de Henry Cowell. Finaliza retornando às raízes latinas de Alberto Ginastera em Danzas Argentinas.

Série: Viagem através da Música

 

Sobre a Mostra SESI-SP de Música Erudita

Referência no calendário musical do Estado de São Paulo, a Mostra SESI-SP de Música Erudita é, antes de tudo, uma oportunidade de conhecimento aos ouvidos ainda pouco acostumados com o estilo. Em um país multicultural como o Brasil, aberto a novas referências o tempo todo, a música erudita resiste e está mais viva a cada dia. Isso com a ajuda de entidades como o SESI-SP, que entendem a importância da conservação e difusão desse patrimônio imaterial. São obras que mudaram a sua época, não apenas na cultura, mas nas próprias dinâmicas sociais do público que teve o prazer de presenciar a euforia de sua criação.

Mais informações: clique aqui.